Disponível: Em estoque

R$50,00

*Campos Obrigatórios

Descrição

Detalhes

Apostila para o Concurso da Prefeitura de São Jose do Rio Preto para o cargo de Supervisor de Ensino

 

LÍNGUA PORTUGUESA

Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, artigo, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Problemas de raciocínio lógico envolvendo situações do cotidiano e conceitos da Matemática básica. Tratamento da informação: análise e interpretação de dados fornecidos por meio de gráficos e tabelas na perspectiva da Matemática básica. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de raciocínio matemático (que envolva, dentre outros, conjuntos numéricos racionais e reais – operações, propriedades, problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal, conjuntos numéricos complexos, números e grandezas proporcionais, razão e proporção, divisão proporcional, regra de três simples e composta, porcentagem); raciocínio sequencial; orientação espacial e temporal; formação de conceitos; discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

 

Bibliografia

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2011.

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2013.

CAPPELLETTI, Isabel (org.) A Avaliação Educacional: Fundamentos e Práticas. 2ª Ed. Campinas. Papirus,2001

CARVALHO, Fabio C. A.; IVANOFF, Gregório Bittar. Tecnologias Que Educam: Ensinar e Aprender Com as Tecnologias de Informação e Comunicação. 1ª ed. Pearson, 2009.

CHRISPINO, A. & CHRISPINO, R. A mediação do conflito escolar. São Paulo: Biruta, 2011.

COLL, Cesar. Psicologia da Educação Virtual: Aprender e Ensinar com Tecnologias da Informação e da Comunicação. Artmed, 2010.

FERREIRA, NauraSyriaCarapeto (Org.). Gestão democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 2008.

FERREIRA, NauraSyriaCarapeto (Org.). Supervisão educacional para uma escola de qualidade: da formação à ação. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GADOTTI, Moacir e ROMÃO, José E. Autonomia da escola: princípios e propostas. São Paulo: Cortez, 2001.

GANDIM, Danilo. Planejamento como pratica educativa. São Paulo: Loyola, 2017.

GIANCATERINO, Roberto. Supervisão escolar e gestão democrática. Rio de Janeiro: Wak, 2010.

HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional. São Paulo: Cortez, 2013.

LENER, Delia. Ler e escrever na escola: o real, o possível e o necessário. 1ª ed. Artmed, 2002

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2004.

LUCKESI, Cipriano C. Avaliação da Aprendizagem Escolar. São Paulo: Cortez, 1999.

MANTOAN, Maria Teresa Egler. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Editora Moderna, 2013.

MEDINA, Antônia da Silva. Supervisão escolar: da ação exercida à ação repensada. 2ª ed. AGE, 2002.

MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda Ap. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. (org.) Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote. 1992.

NUNES, A. O. Como restaurar a paz nas escolas: um guia para educadores. São Paulo: Contexto, 2012.

PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. Trad. Maria Alice Magalhaes D Amorin e Paulo Sergio Lima Silva. 21ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. Capitulo 1.

RANGEL, Mary; FREIRE, Wendel (Orgs.). Supervisão escolar: avanços de conceitos e processos. Rio de Janeiro: Wak, 2010.

SACRISTÀN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a pratica. Editora Penso, 2017.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. Campinas-SP: Autores Associados, 2008.

SANDER, Benno. Políticas públicas e gestão democrática da educação. Brasília: Líber livro, 2005. Cap. 4 e 5.

SILVA JR., Celestino Alves da & RANGEL, Mary (org.). Nove Olhares sobre a Supervisão. Campinas: Papirus, 2007.

VASCONCELOS, Celso S. Planejamento - projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. São Paulo: Libertad, 2002.

VYGOTSKY, L.S. Formação social da mente. Martins Fontes. São Paulo, 2007

VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Projeto Político-Pedagógico da Escola: uma construção possível. 29ª edição, Campinas: Papirus, 2011. VIEIRA, Sofia Lercher (Org.). Gestão da escola: desafios a enfrentar. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. WEISZ, Telma. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo: Ática, 2009.

ZABALLA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ZABALZA, Miguel.A. Qualidade em Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998

 

Documentos Oficiais e Legislação

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil – Artigos 205 a 214. 

______. Lei Federal n.º 8.069/1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. 

______. Lei Federal n.º 9.394/1996 e alterações – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 

______. Lei Federal n.º 13.005/2014 – Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providencias. 

______. Decreto n.º 7.611/2011 – Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências.

______. Ministério da Educação. Conselhos Escolares: uma estratégia de gestão democrática da educação pública. Brasília, 2004. 

______. Ministério da Educação. Ensino Fundamental de Nove Anos – Orientações Gerais. Brasília, 2004.

______. Ministério da Educação Ensino Fundamental de nove anos – Orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília: Secretaria de Educação Básica, 2007 

______. Ministério da Educação. Práticas cotidianas na educação infantil – Bases para a reflexão sobre as orientações curriculares. Secretaria de Educação Básica e Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Brasília, 2009. 

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Marcos Político-Legais da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: Secretaria da Educação Especial, 2010. 

______. Parecer CNE/CP n.º 03/2004 – Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africanas. 

 ______. Parecer CNE/CEB n.º 20/2009 – Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. 

______. Parecer CNE/CEB n.º 11/2010 – Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 09 (nove) anos. 

______. Resolução CNE/CEB n.º 04/2009 – Institui Diretrizes operacionais para atendimento Educacional especializado na Educação Básica, modalidade especial. 

 ______. Resolução CNE/CEB n.º 05/2009 – Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. 

______. Resolução CNE/CEB n.º 04/2010 – Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. 

______. Resolução CNE/CEB n.º 07/2010 – Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. 

______. Resolução CNE/CP n.º 01/2004 – Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. 

______. Resolução CNE/CP n.º 02/2017 – Institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular, a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação Básica. 

ONUBR. Transformando nosso mundo: a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. 

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO. Secretaria Municipal de Educação. Matriz Curricular para a Educação Infantil. São José do Rio Preto, SP, 2010. 

 ______. Secretaria Municipal de Educação. 1º Manual de orientação técnicas integrando o cuidar e o educar na Educação Infantil. São José do Rio Preto SP, 2017. 

______. Conselho Municipal de Educação. Deliberação n.º 01/2009 – Estabelece diretrizes para a oferta da Modalidade de Educação de Jovens e Adultos-EJA, Ensino Fundamental e Médio, nas instituições de educação do Sistema Municipal de Ensino de São José do Rio Preto. 

______. Conselho Municipal de Educação. Deliberação 02/2010 – Dispõe sobre Diretrizes para a elaboração dos Regimentos de Escolares das instituições escolares do Sistema Municipal de Ensino. 

 ______. Conselho Municipal de Educação. Indicação n.º 02/2001 – Estabelece diretrizes sobre a construção coletiva da Proposta Pedagógica das Escolas Públicas do Sistema Municipal Ensino. 

______. Conselho Municipal de Educação. Indicação n.º 01/2010 – Dispõe sobre Diretrizes para a elaboração dos Regimentos Escolares das instituições do Sistema Municipal de Ensino. 

______. Lei n.º 8.053/2000 – Dispõe sobre o Sistema Municipal de Ensino e estabelece normas gerais para a sua adequada implantação. 

______. Lei Complementar n.º 138/2001 – Dispõe sobre o estatuto, plano de carreira, vencimentos e salários do magistério público de São José do Rio Preto e dá outras providencias correlatas. 

______. Lei n.º 11.767/2015 – Aprova o Plano Municipal de Educação – PME. Disponível em: http://www.demandanet.com/smerp2010/portal_doc/433.PDF

 

Questões com gabaritos

Avaliações

Nenhuma avaliação até o momento

Queremos saber sua opinião

Produto: Apostila Supervisor de Ensino S Jose Rio Preto Download

Como você avalia este produto? *

 
1
2
3
4
5
Qualidade
Preço

Comentários do Cliente 0 item(s)

Loja Virtual UOL HOST powered by Signativa